Médica alerta para cuidados com as crianças durante a pandemia

SC tem pesquisas e projetos de extensão de combate à Covid-19
29 de julho de 2020
Sem poder fazer feiras de adoção e eventos, abrigos de pets precisam de ajuda
29 de julho de 2020

Médica alerta para cuidados com as crianças durante a pandemia

Renata Araújo Alves

Médica especializada em infectopediatria, do quadro clínico do Hospital Dona Helena

 

Desde o início da pandemia tem-se falado muito sobre distanciamento social, lavagem das mãos e uso de máscaras, mas ainda ficam muitas dúvidas sobre os cuidados no dia a dia para evitar a contaminação pelo coronavírus, principalmente quando o assunto são as crianças.

Mesmo sabendo que felizmente os pequenos apresentam, na grande maioria, quadros mais leves da doença, isso não significa que não devemos ter cuidado, tanto por eles quanto pelos familiares que podem pertencer a grupos de risco ou mesmo desenvolver quadros mais graves da doença. Então, vamos falar sobre os cuidados básicos diários com os menores, principalmente durante a quarentena. Se por algum motivo os moradores de casa precisem sair, ao retornarem devem ter alguns cuidados antes do contato com as crianças. O ideal é higienizar as solas dos sapatos ou retirá-los antes de entrar em casa, lavar as roupas que foram utilizadas e se possível tomar banho, sendo a higiene das mãos indispensável.

Deve-se manter limpeza rigorosa de objetos tocados diariamente como mesas, maçanetas, interruptores, controles remotos, celulares, teclados, brinquedos e do ambiente, considerando que as crianças têm muito contato com superfícies como o chão e levam as mãos ao rosto com frequência. Deve ficar claro que existe diferença entre limpeza e desinfecção. A limpeza com água e sabão remove germes, sujeira e impurezas das superfícies. Já os produtos desinfetantes matam os germes, o que idealmente deve ser feito após a limpeza, para reduzir ainda mais o risco de propagação dos microrganismos. Superfícies e objetos rígidos podem ser limpos e desinfetados em seguida, com uso de luvas descartáveis para proteção.

Em relação à frequência ideal da limpeza, os brinquedos não precisam ser higienizados após cada uso já que é sempre a mesma criança que brinca. A higienização dos brinquedos pode ser feita 2 a 3 vezes por semana, desde que a criança não apresente nenhum sintoma de doença, do contrário a limpeza diária torna-se necessária. Brinquedos que são levados à boca como os mordedores, também exigem lavagem diária. Manter os brinquedos em locais fechados com tampa também evita o acúmulo de poeira e ajuda na limpeza.

Para superfícies macias como piso com carpete, tapetes, cortinas e brinquedos de tecido ou pelúcia, deve-se remover a contaminação visível se presente, limpar com produtos adequados indicados para uso nessas superfícies e depois lavados ou desinfetados; pode-se aspirar como de costume e devem ser secos completamente. As pelúcias podem ser lavadas 1 a 2 vezes por mês e mantidas em sacos plásticos para evitar o acúmulo de pó. Eletrônicos podem ser limpos com lenços ou sprays à base de álcool pelo menos 70%. Algumas dessas superfícies podem ser cobertas com plástico flexível para facilitar a limpeza. Pode-se considerar limitar a quantidade de brinquedos nesse momento, facilitando a adequação da higienização. Lembrando que o ideal é seguir a recomendação de cada fabricante para avaliar a melhor maneira de higienizar os produtos, bem como a recomendação de uso dos produtos de limpeza.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *