Contos da pandemia: editora joinvilense lança antologia

Professora de Joinville é finalista do Prêmio Educador Nota 10
9 de julho de 2020
Campanha arrecada alimentos para profissionais autônomos
9 de julho de 2020

Contos da pandemia: editora joinvilense lança antologia

Final de março e início de abril, a escritora catarinense Katherine Funke ministrou uma oficina gratuita de contos pelo Instagram, em duas aulas abertas ao público em geral. A oficina atraiu alunos de diversos locais do Brasil e resultou em um livro que será lançado nesta sexta-feira, 10 de julho. A antologia “Quem conta os medos espanta” recebeu o mesmo título da oficina literária e traz oito contos inéditos de variadas vertentes do gênero conto.

Em formato PDF, o livro poderá ser baixado a partir de um link disponibilizado via QR Code nas mídias sociais da Micronotas, pequena editora fundada por Katherine no início de 2017. A Micronotas acaba de lançar, também em 2020, dois títulos de literatura argentina contemporânea – a novela “Dante e Reina”, de César Aira”, e o livro de poesia “Fotografias imaginárias com neve de verdade”, de Arturo Carrera, ambos apenas em formato impresso e ainda disponíveis para vendas apenas em poucas livrarias, como a Arte & Letra, de Curitiba (PR) e A Página, de Joinville. 

Dos oito contistas reunidos na antologia, três moram na Bahia e no Espírito Santo: Vânia Barros, Márcia Carvalho e José Andrade. Os demais autores vivem no Sul do país, a maioria em Santa Catarina: de Joinville, Carolinne Sagaz; de Campo Alegre, Kika Bonezzi; de Itajaí, Adriano Salvi; de Florianópolis, Olga Maria Panhoca. Já a autora da ilustração da capa e também contista Etiene Flor mora em Campo Largo, no Paraná. 

A antologia tem três elementos impulsionadores: os autores, a editora e nós, leitores. O objetivo declarado é contar para espantar os medos e o resultado é mesmo uma experiência estética transformadora”, afirma o escritor Patrick Brock no prefácio da publicação. Um dos fundadores do coletivo Edições K. Brock é também jornalista e tradutor. Mora em Nova York e acaba de ser aprovado como aluno de doutorado em futurismos latino-americanos pela Universidade de Oslo, na Noruega.

A oficina
Em formato de live no instagram, a proposta da oficina era contar histórias para espantar o medo da pandemia. Daí vem o título da oficina, uma paródia do velho ditado “quem canta seus males espanta”. O conteúdo principal das aulas foi focado no “Decálogo do Perfeito Contista”, do uruguaio Horacio Quiroga, autor também publicado pela Micronotas, com apoio do Edital Elisabete Anderle, no ano passado.

“Quiroga teve uma vida difícil: perdeu pessoas muito próximas por tiros acidentais de arma de fogo ou mesmo por suicídio. Sua obra aborda corajosamente temas ominosos, obscuros, como a morte, a doença e o luto. Em 2019, ministrei algumas oficinas em torno de sua obra e compreendi que cabia bem voltar a ela no contexto da pandemia”, explica Katherine Funke, que é mestra e doutoranda em Literatura pela UFSC. 

Serviço 

O quê: lançamento do livro “Quem conta os medos espanta”

Quando: sexta-feira, 10 de julho, a partir das 10h da manhã  

Onde: https://www.instagram.com/editoramicronotas/ 

Quanto: gratuito

Formato: PDF
Mais informações: editoramicronotas@gmail.com 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *